O docker daemon sempre é executado como usuário root e, com Docker versão 0.5.2, se liga a um socket Unix em vez de uma porta TCP. Por padrão, o Unix socket é de propriedade da raiz do usuário e, por padrão, você só pode acessá-lo com o sudo.

Começando na versão 0.5.3, se você (ou o instalador do Docker) criar um grupo Unix chamado docker e adicionar usuários a ele, odocker daemon tornará o Unix socket com permissão para escrita e leitura pelo grupo docker quando o daemon for iniciado.

O docker daemon deve ser executado como usuário root, mas se você executar o cliente docker como usuário no grupo docker, não precisa adicionar sudo a todos os comandos do cliente. A partir de 0.9.0, você pode especificar que um grupo diferente do docker deve possuir o socket  com a opção -G.

Gerenciar Docker sem sudo:

Se você não deseja ter que usar o sudo toda vez que rodar o comando docker, crie um grupo Unix chamado docker e adicione usuários.
Adicione o grupo docker se ele ainda não existir:

sudo groupadd docker

Adicione o usuário conectado “$USER” ao grupo docker. Altere o nome do usuário para combinar seu usuário se você não quiser usar seu usuário atual:

sudo gpasswd -a $USER docker

Agora basta digitar o seguinte comando:

newgrp

Por fim, basta digitar docker run hello-world

Pronto, seu docker agora roda sem precisar do sudo.

COMPARTILHAR
Artigo anterior+8 Cursos gratuitos de C
21 anos, é estudante de sistemas de informação na UNIFEI. Ama compartilhar conhecimento e estar sempre bem informada sobre ciência e tecnologia.